Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

demagogia de bolso

Convencido . Corrompido . Corrosivo .

demagogia de bolso

Convencido . Corrompido . Corrosivo .

Agora, a Gaffe que eu sei lá.

Nunca aderi a isto de follow fridays. A única friday que eu gosto é a da Black Friday, para chegar à conclusão que somos tão materialmente fúteis que iludimo-nos com falsos descontos na ânsia de consumir - e como eu consumo! Mas isso são contas de outro rosário.

 

E Agora? Sei lá!

 

É tudo muito engraçado, ver blogues a tratar e retratar determinados assuntos, dedicados a vários tópicos e temáticas. Ora culinária, ora gatos, ora crianças, ora viagens, ora tudo isto e mais o diabo a 7.

 

Mas, sem prejuízo de a querida MJ também falar nisso tudo, e tratar e retratar - na quase dura e real perfeição - os nadas desta vida? Os pormenores que ninguém vê? As pessoas que nos cruzam? As marcas indeléveis do dia a dia que só as vemos se as olharmos com olhos de ver, que só as ouvimos se as escutarmos para ouvir. As coisas de nada são as que têm uma fonte inesgotável de interesse, todos os outros assuntos esgotam-se em si mesmo. 

 

"fiz chá quente e queria flores frescas para animar a manhã.

diz que é um dia sem graça. 

(...)

mas a paz que se sente por entre o correr das horas é de um laranja vivo."

 

 

A Gaffe e as avenidas

 

O dom de fazer as palavras bonitas por mais do que aquilo que elas são. Não sou versado, licenciado muito menos experenciado em letras, línguas ou literaturas. Mas creiam em mim e na minha juvenil inépcia de admirar quem nos faz acreditar que as palavras falam connosco.

Isto é tão certo ser poesia em prosa, como eu não perceber nada de poesia em prosa e, mesmo assim, ter a certeza absoluta de que os mais altos cânones da poesia em prosa e da prosa em poesia e dos vices e os versas concordariam comigo. Não sei muito desta pessoa maravilhosa que nunca comete gaffes a escrever. Sei um pouco de nadaa dela, mas sei o mais importante. Sei, que para mim - que é o que importa, porque sou eu que a estou a gabar - é um dos bons, realmente bons motivos de se ler um blogue.

 

"Há uma mulher ao longe à espera do autocarro.

Veste uma saia escarlate e parece nesta distância nocturna uma bandeira de uma qualquer revolução que não explodiu."

 

 

 

 

5 comentários

Comentar post